Layout de cocheira - Quais são os tipos e uso adequado

Publicado em 08/05/2017 às 15h21

Ao projetar um estábulo ou cocheira, você tem algumas opções de layout de planta baixa. É importante trabalhar com a opção que vá atender de maneira mais eficiente as suas necessidades. Uma cocheira bem projetada deve proteger os cavalos de climas extremos (calor ou frio), levar em conta as tarefas diárias que o espaço demanda, oferecer segurança e conforto para todos que circulam no pavilhão.

Basicamente, temos quatro tipos de layout para as cocheiras, eles são definidos pela localização do corredor e baia dos cavalos.

planta baixa de cocheira para cavalo

Fileira única de baias/ Corredor aberto

Este tipo de configuração funciona somente em lugares de clima ameno (sem estações bem marcadas) especialmente pela sua alta exposição ao ambiente externo. É atrativa por minimizar o número de estrutura em comparação com as outras configurações, desta forma, os cavalos estão mais próximos do ambiente natural, tem mais contato com o exterior o que é benéfico e saudável de muitas formas. Como desvantagem, em grandes estruturas pode aumentar significativamente o tempo de passar o trato e manejo dos animais.

cocheira pequena para cavalos

Corredor central

Forma de layout mais comum encontrada nas cocheiras. Sua planta baixa se mostra eficiente no trato dos animais, também oferece proteção frente as condições extremas de temperatura (altas, baixas e chuvas). Pode ser otimizada se tiverem portas de acesso externas, que além de ajudarem na ventilação também servem para evacuar os cavalos em caso de incêndio.

cocheira bonita para cavalos

Layout tipo ilha com baias de costas

Com dois corredores laterais, esta configuração ajuda a separar a área de circulação dos cavalos. Mantém os animais protegidos do clima externo, porém, oferece pouca ventilação dentro das baias. Ocupa maior área coberta do que a de corredor central, portanto, a não ser que seja imprescindível segregar a circulação ou que os corredores sejam bastante utilizados, este design se mostra ineficiente.

arquitetura para cavalos

Layout tipo ilha com corredor central

Sua planta baixa é constituída por um corredor central e dois corredores laterais.  As áreas de circulação podem ser utilizadas para esfriar os animais após o treino ou até mesmo caminhar um cavalo em recuperação de lesão, se o pé direito for alto o suficiente para que eles possam fazer isso sem se machucar. É a configuração de cocheira que ocupa a maior área de estrutura.

Imagens: DC Builders, Stable Style e Gornall Equestrian Stables,

Enviar comentário

voltar para Arquitetura Equestre

||left||||news b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|b01 c05 bsd|news login b01 c05 bsd|c05|b01 c05 bsd|content-inner||news fl