Arquitetura Equestre

Casa com cocheira para cavalo - Projeto na Colômbia

Publicado em 19/02/2018 às 17h26

Um dos desafios deste projeto era desenhar uma residência de campo que tivesse uma arquitetura contemporânea. A utilização de cores terrosas vem da arte tradicional rupestre do local, sendo uma constante nas fachadas campestres do local, que caracteriza os costumes, identidade e memória histórica dos habitantes de Zipacon, na Colômbia.

Projeto para cavalos

Tirando partido da bela paisagem natural no entorno, o planejamento do projeto levou em conta tanto as funções quanto os requisitos do espaço e aproveitamento das vistas que o lugar oferece.

casa moderna haras para cavalo

Levando em conta as solicitações do proprietário, o primeiro pavimento é dedicado aos cavalos e suas instalações complementares (tais como ducha, quarto de sela, depósito de feno, grãos, etc.). O segundo pavimento tem linguagem de loft e pode servir como uma habitação temporária ou permanente e encontram-se instalações como quarto, cozinha, sala multiuso e sanitários. Todos esses espaços estão dentro de um único volume arquitetônico.

casa de fazenda moderna

Paredes duplas, beirais e aberturas foram aliados para garantir o conforto térmico dentro da edificação. Assim como materiais que auxiliam a otimização energética.   

casa de haras moderna

Fonte: Archello.com

Categoria: Estábulos/ cocheiras
Comentários (0) e Compartilhar

Projeto de centro hípico para cavalos a Espanha - Ultzama

Publicado em 05/02/2018 às 09h00

O projeto está inserido em uma região de vales. Um vale de colinas suaves mas resistentes, onde as pastagens verdes e os carvalhos configuram uma paisagem de caráter forte, cuja cor muda com as estações. Os edifícios são formados por grandes volumes isolados que parecem se tocar, mas que, na verdade, competem uns com os outros para mostrar seu caráter arquitetônico.

INDOOR PARA CAVALOS CENTRO EQUESTRE

Uma ousadia é particularmente evidente no telhado, cujo papel é reunir todos os diferentes conteúdos. Este é o contexto de um centro equestre de elite especializado em adestramento e com cocheira para cavalos: uma das forças mais fortes e sofisticadas criadas pela natureza.

HARAS PARA CAVALOS MODERNO HÍPICA CENTRO HIPICO

cocheiras modernas

A idéia de clareza e também a forte presença arquitetônica dos edifícios próximos guiaram o projeto desde o início. Além dos materiais e configurações expressivas específicas, a proposta foi inspirada pelo desejo de estabelecer uma relação com o contexto através de um volume exato e claro. Essa idéia de compreensão da edificação permeia não apenas o exterior, mas também determina a organização estrutural e construtiva dos edifícios.

COCHEIRAS MODERNAS E BONITAS PARA CAVALO

Desta forma, as casas para funcionários que trabalham e treinam no centro equestre não são diferentes e também são elaboradas com a mesma volumetria, projetada para abrigar as áreas de treinamento ou cocheiras, que estão integradas nesses volumes, tentando evitar estabelecer uma diferenciação entre eles, pois isso implicaria uma fragmentação que não é compatível com a paisagem natural e arquitetônica do vale.

CENTRO EQUESTRE PARA CAVALOS

PLANTA DE HARAS

A organização do espaço é relativamente simples. O volume grande e alongado abriga as cocheiras e casas de funcionários. A cobertura segue a mesma e inclina-se para abrigar maior altura na moradia e acesso principal do conjunto.

CENTRO EQUESTRE

Em paralelo, o grande volume que se conecta perpendicular ao primeiro contém a pista de treinamento para cavalos e cavaleiros e uma área de estar para treinadores, desta forma, a partir dos lugares de estar se tem vista direta tanto para a pista externa quanto para o picadeiro indoor.

PISTA INDOOR PARA CAVALOS

Fonte: Archdaily

Categoria: Estábulos/ cocheiras
Comentários (0) e Compartilhar

Porque as instalações para cavalos no Brasil precisam mudar

Publicado em 20/12/2017 às 15h33

Arquitetura equestre, ou seja, a arte de projetar instalações para cavalos ainda é um tema incipiente no Brasil. Apesar dos inúmeros haras e hípicas que temos no país, alguns edificados nos mais finos acabamentos, pouco encontramos de material especializado no assunto que levam em conta questões que vão desde a funcionalidade do espaço até segurança do usuário e animais. Isso inclui literatura especifica até fornecedores.

Atualmente, nossa arquitetura das instalações voltadas para cavalos, seja ela um grande haras, um rancho, uma hípica ou até um pequeno maneje, são baseadas em uma cultura de replicar o padrão construtivo adotado de forma equivocada no país. Por exemplo, uma deficiência encontrada em 95% das construções de cocheiras do Brasil é a privação de luz natural, isso vem de uma cultura de que em um país tropical, predominantemente quente, fazer baias escuras para os cavalos irá tornar o lugar mais fresco e consequentemente mais saudável para o equino, quando na verdade, só deixará o local mais úmido e abafado, se projetarmos adequadamente, a exposição a luz natural só trará benefícios como desenvolvimento de vitamina D, ou seja, a pele, o casco, os dentes e ossos dos cavalos se beneficiarão da luz solar. A luz natural é comprovadamente eficaz ao eliminar germes e patógenos continuamente, além de ser o único fator que ajuda a regular a produção de hormônios como a melatonina; a luminosidade atrai o interesse dos humanos pelo lugar, ajuda a otimizar o desempenho dos ocupantes e tarefas dos funcionários, com uma visibilidade melhor, tornando o espaço mais seguro para o animal, consequentemente melhorando o humor e a produtividade de todos lá dentro. Basta dizer que, como uma defesa natural do ser humano, ao entrar em um lugar escuro, mal iluminado, você quer sair logo, buscar a luz; ao passo que ao entrar em um lugar iluminado. Além de todos esses benefícios, ainda temos a economia de energia elétrica, sem luzes acesas durante o dia. Como disse, a maioria das nossas instalações no Brasil não desfrutam dessa vantagem gratuita que é a luz do Sol, a boa notícia é que mesmo em haras e hípicas com edificações já existentes é possível mudar isso, adicionando painéis translúcidos no forro, maximizando aberturas superiores, janelas, etc. Essas medidas, combinadas com a ventilação adequada irão tornar o ambiente muito mais saudável e seguro.

Outra cultura equivocada é o uso de ventilador. A ventilação mecânica é dispensável e ainda mais, ela contribuí para espalhar a poeira e patógenos na cocheira. Mas como refrescar uma cocheira sem o uso do ventilador? Tirando partido da ventilação natural de cada lugar através de aberturas estrategicamente projetadas para eliminar o ar quente em conjunto com a iluminação natural. Combinando aberturas que promovem iluminação e ventilação em três niveís: No teto, em aberturas acima do nível da parede e nas aberturas laterais (janelas).

projeto arquitetura para cavalos

Além do fator conforto térmico a ventilação também tem papel crucial na eliminação da amônia de dentro da cocheira, para quem não sabe a amônia é um gás tóxico resultante da urina do cavalo.  A exposição a este gás, além do odor desagradável, queima os tecidos delicados do trato respiratório, olhos e aumenta a produção de muco, o que pode vir a resultar em doenças crônicas.  A chave para uma boa ventilação natural é o estudo da posição da cocheira em função das brisas prevalecentes no local, porém, para aqueles haras e hípicas que já estão construídos existem soluções alternativas para maximizar a ventilação através do estudo de novas aberturas.

Esses princípios básicos, amplamente aplicados em cocheiras, estábulos e instalações para cavalos fora do Brasil levam em conta não só a salubridade do local mas também são ideias de sustentabilidade que vão muito além da instalação de painéis solares ou reutilização de água, ajudam a economizar energia elétrica e consequentemente fazem toda diferença no bolso dos proprietários. Buscar inspirações fora do país nada tem a ver com tecnologias e materiais inovadores, mas sim como trabalhar princípios construtivos aplicando a arquitetura bioclimatica visando minimizar os impactos ambientais e reduzir o consumo energético. 

Categoria: Estábulos/ cocheiras
Comentários (0) e Compartilhar

Dicas para lidar com cavalos difíceis e ansiosos

Publicado em 30/11/2017 às 09h01

Sabemos que os cavalos são animais sensíveis e podem sentir nossas emoções (se temos medo, raiva, etc.). No meu caso, sou uma pessoa ansiosa e acredito que eles acabam adquirindo essa característica junto comigo. Por esta razão resolvi compartilhar um artigo que li sobre o assunto com vocês! Espero que gostem..

CAVALO BRAVO COMO LIDAR

Você está andando pacificamente quando sente um tremor passar pelo corpo do seu cavalo. Suas orelhas previamente flexíveis avançam e sua cabeça se levanta. Enquanto você se pergunta quando seu cavalo se transformou em uma girafa, seus passos se tornam mais lentos e curtos. Você olha para a esquerda e para a direita, tentando desesperadamente ver o monstro comendo carne que acabou de emergir dos arbustos. Mas você não vê nada. Nada além de rochas, árvores e grama. As mesmas rochas, árvores e grama que sempre estiveram lá.

Mas espere, o que é isso? Lá, na árvore, um pequeno brilho de branco. Parece um pedaço de sacola de supermercado, preso em um dos ramos. E, enquanto você pensa "bem, não pode ser isso.." seu cavalo já rampou deixando você pendurado no espaço por um momento, enquanto ele o faz de volta para a cocheira, sem notar você em cima dele.

Talvez seu cavalo tenha uma coisa com o caminhão do lixo. Talvez ele esteja convencido de que os cervos de rabo branco estão se disfarçando como criaturas pacíficas e comendo grama, mas estão realmente esperando a chance de atacar uma refeição deliciosa. Ou talvez o que realmente destrói seu cavalo é estar sozinho.

Seja qual for a sua questão específica, a ansiedade equina é o problema número 1 de treinamento e gerenciamento para cada cavaleiro.

Não importa qual seja a causa ou expressão da ansiedade do seu cavalo, todas as amazonas e cavaleiros precisam aceitar que seus cavalos terão medo de algo periodicamente. É a natureza de um animal estar sempre "atento" e é um comportamento que devemos aceitar.

O primeiro passo - e muitas vezes mais difícil do que você pensa que deveria ser - é determinar o que está causando que seu cavalo esteja ansioso e, portanto, indisciplinado ou desobediente. Aquilo que torna os cavalos tão fabulosos para treinar, suas incríveis memórias e a capacidade de extrapolar de experiências anteriores, também os faz segurar memórias negativas e torna-se difícil convencer que situações futuras não serão negativas.

cavalo assustado

Sete tipos de medo

As causas da ansiedade eqüina geralmente se encaixam em uma das sete categorias a seguir:

1. Objetos. Os objetos que os cavalos mais acham aterrorizantes incluem: rochas, equipamentos agrícolas, carros, edifícios, saltos, latas de lixo e praticamente qualquer coisa que considerem fora do comum.

2. Situações. Muitos cavalos são incertos sobre lugares escuros ou fechados (como uma pista coberta ou indoor). Muitas vezes, esse medo será expressado de maneira amarga e às vezes podem se recusar a entrar na pista, seja em casa ou em uma competição.

3. Sons. Alguns cavalos são assustados por barulhos altos e inesperados (um carro acelerando, uma lata de lixo caindo). Outros não suportam ruídos sibilantes (como de uma mangueira com vazamento) e outros não gostam de ruídos sussurrantes (em folhas ou sob algo).

4. Lida e outros cuidados / manuseio. Alguns cavalos têm realmente medo das máquinas de raspar, seja o som ou a sensação. Alguns não gostam de receber injeção e outros estão preocupados com o ferreiro.

5. Lugares novos. Isso pode ser tão óbvio quanto mudar para uma nova casa ou ir a uma competição. Poderia ser a mudança para uma baia nova ou ao entrar em um novo trailer. A ansiedade pode até ser causada por mudanças mais sutis ao redor da cocheira.

6. Tipo de trabalho / tipo de cavaleiro. Os cavalos costumam preferir um certo tipo de cavaleiro. E, muitas vezes, cavalos com um forte desejo de ficar ansioso porque não entendem o que lhes está sendo solicitado, quer porque o exercício não é claro para eles ou os auxílios do ginete são confusos.

7. Outros animais. Os cavalos costumam ter medo de pássaros, vacas, cabras, ovelhas, burros, veados ou outros animais selvagens. E alguns têm medo de outros cavalos.

A única maneira de lidar com a maioria das coisas que causam ansiedade equina é a repetição, porque são coisas que você simplesmente não pode mudar ou que seu cavalo apenas tem que lidar.

Remover a causa?

Uma vez que você isolou a causa da consternação do seu cavalo, a grande questão é o que você pode fazer sobre isso? E é aí que você tem que ser criativo, confiante e mesmo disposto a fazer algo incomum.

A primeira coisa a determinar é o grau de medo do seu cavalo. Ele está realmente aterrorizado? Você consegue sentir seu coração batendo? Ele está tremendo? Ele se afasta cegamente? Ou ele realmente está usando o objeto, o que o surpreendeu ou o desencadeou, como uma desculpa para produzir mau comportamento ou sair do trabalho? Conhecemos um cavalo que passará sobre qualquer coisa no cabresto, mas quando você pega as rédeas para trabalhar, os mesmos objetos imediatamente se tornam aterradores.

Se for esse o caso, concentre-se no seu trabalho e ignore mais ou menos o comportamento do cavalo e o objeto de sua preocupação. Uma vez que os cavalos descobrem que seus histriônicos não produzem o resultado pretendido, a maioria aprenderá a continuar com seu trabalho calmamente após um susto momentâneo.

Mas se o seu cavalo tem realmente medo, então é hora de analisar a causa e determinar melhor como combatê-la.

Às vezes você pode remover ou diminuir a causa da ansiedade do seu cavalo. Talvez ele prefira estar em uma baia mais calma ou acabou com diferentes parceiros de pastagem ou até um piquete diferente que causou stress.

Mas a única maneira de lidar com a maioria das coisas que causam ansiedade equina é a repetição, porque são coisas que você simplesmente não pode mudar ou que seu cavalo apenas tem que lidar.

Lidar com objetos que causam stress em seu cavalo pode ser extremamente irritante. A maioria dos cavalos, se for dada uma chance de olhar duro para um objeto desconhecido - e especialmente para cheirar e tocá-lo - perderá a ansiedade. Normalmente, se você permanecer calmo e apenas deixe-os respirar profundamente e avaliar algo que eles não viram antes, eles vão aceitá-lo. Muitas vezes, deixá-los colocar o nariz nele selar o acordo.

Se o seu cavalo está realmente assustado com algo, até o ponto em que ele se torna perigoso para você ou para os outros, uma boa opção pode ser descer e levá-lo ao objeto. Você pode até vê-lo perto do que está assustando-o até se acalmar.

A ansiedade ocasional pode ser mais complicada. Os cavalos que se incomodam excessivamente com lugares escuros ou fechados provavelmente se comportam assim porque são verdadeiramente claustrofóbicos ou têm pouca visão. Você só precisa planejar com antecedência.

Saiba que, se você vai estar em uma pista coberta, você deve chegar lá algumas horas ou um dia antes da competição para que ele fique confortável.

cavalos assustados como lidar

Cinco dicas para momentos de ansiedade em seu cavalo

1. Não olhe para o objeto ou a área do medo. Concentre seus olhos em um lugar a frente e chegue até ele. Isso evita que você reconheça o objeto como algo que lhe da medo e mantém seus olhos, cabeça e equilíbrio para cima e para frente.

2. Se você tem um cavalo que é sempre assustado, experimente andar com uma alça que você possa se agarrar,  além da boca dele. Puxar o cavalo pela boca em um momento que ele está assustado pode deixa-lo mais nervoso.

3. Se o cavalo contorce seu corpo para olhar para um objeto dentro ou perto da sua pista toda vez que você passar e assim interromper seu trabalho, em vez de lutar para forçá-lo a não olhar para ele, force-o a olhar, mas continue trabalhando.

4. Se o seu cavalo está andando como uma bola tensa prestes explodir, pegue o trote e comece a fazer figuras como serpentinas ou oito. Concentre-se na geometria das figuras e no ritmo do trote. Ignore todo o resto. Alguns top riders cantam enquanto eles estão fazendo isso para se forçar a respirar de forma consistente e liberar tensão, o ritmo da música também os ajuda a criar um ritmo consistente no trote.

5. Lembre-se, a coisa mais difícil para alguns cavalos de fazer é andar sem contato na boca. A perda de contato com o ginete pode ser sentida como um abandono, eles ficam mais propensos a se sentir ansiosos ou assustados. Embora ser capaz de caminhar em redea solta é uma obrigação, seja paciente com cavalos que lutam com esse conceito. Comece tentando breves períodos de rédeas soltas em um período, aumentando a quantidade de caminhada ao longo do tempo.

Um dos tipos mais difíceis de lidar e corrigir é a ansiedade por ruídos. Como você prepara um cavalo para ficar calmo no meio de fogos de rojões ou um carro acelerando antes de acontecer? O conselho mais útil é aguentar e manter a calma. E imediatamente retornar ao trabalho que você estava fazendo, para que o cavalo veja que você não estava perturbado pelo som. Ele deve aprender com seu exemplo.

Mas se seu cavalo costuma se assustar com barulho, você pode condicioná-lo com um tipo de treinamento de sobrecarga sensorial, como é utilizado em treinamento de cavalo policial. Agite, chocalhe potes e panela, sinos, sacolas de plástico ou outros itens comuns ao seu redor enquanto você o tranquiliza (com sua voz, acariciando ou com comida) até ele aceitar os sons.

Pode levar muito tempo, repetição, repetição e repetição mas normalmente os cavalos começam a aceitar a o barulho.

Convencer cavalos a não ter medo de outros animais geralmente é uma luta árdua. Se eles têm medo de vacas, porcos, cabras, cachorros ou animais selvagens, muitas vezes não há muito o que você pode fazer, exceto tentar evitá-los e aguentar se você não puder.

Stress do trabalho

Do ponto de vista do treinamento, muitas vezes é extremamente desafiador fundar uma parceria entre um cavalo e um cavaleiro que não são adequados. Talvez seja uma desigualdade de estilo ou personalidade, por exemplo, se ambos tiverem sangue quente ou pouca paciência provavelmente irá dificultar mais as coisas do que deveriam. Neste caso, um deles, ou ambos, terão que mudar e isso nem sempre é possível. E, embora seja sempre muito preferível que os ginetes realmente trabalhem para melhorar suas habilidades e flexibilidade e expandir sua experiência, às vezes os treinadores só precisam admitir que é necessário fazer uma mudança.

Como treinadores, faz parte do trabalho dizer aos alunos quando as coisas estão indo errado. Faça os cavaleiros e amazonas conscientes dos enormes desafios que enfrentarão com seu atual cavalo, dado suas respectivas personalidades. Explicar com sinceridade quais mudanças terão que fazer para alcançar a harmonia. Mas, em última instância, cabe ao aluno decidir.

 

Artigo: Equisearch

Categoria: Manejo e dia-a-dia
Comentários (0) e Compartilhar

Bela fazenda no Texas - Stargate

Publicado em 26/09/2017 às 15h03

Localizada ao norte do Dallas em Bartonville no Texas, esta magnifica propriedade equestre chamada Stargate Farm possuí mais de 100 acres de área, uma casa sede com aproximadamente 400m² , casa para o gerente da propriedade, habitações para funcionários e todos os equipamentos necessários para atender os cavalos / cavaleiros com qualidade e conforto.

fazenda de cavalo

Pavilhão principal de cavalos

A cocheira principal possuí 20 baias para abrigar os animais, dois quartos de sela climatizados, duas duchas, lavanderia, cozinha, sala de reuniões, banheiros sociais e de serviço.

hípica para cavalos de salto

Cada baia tem aproximadamente 4x4m e seu próprio armário de tralha, além disso, ventiladores industriais individuais começam a trabalhar cada vez que a temperatura atinge 26°C. Esta cocheira está equipada com recursos de ultima geração, como um sistema industrial de supressão de incêndio, sistema de controle de moscas e insetos, câmeras de segurança e sensores de movimento.

Pavilhão de cavalos em treinamento

Esta cocheira está equipada com baias de 3,5x3,5m e também está equipado com ventiladores industriais em cada baia, bem como um sistema de supressão de incêndio, sistema de controle de mosca aérea e câmera de segurança. Projetado com telhado de dossel, a ventilação cruzada indireta mantém as baias a uma temperatura confortável, mesmo nos dias quentes do Texas.

cocheira para cavalosPista Indoor e camarote

Para o conforto de todos os usuários o picadeiro indoor é equipado com sistema de climatização, tem aproximadamente 30x60m. A parte frontal e posterior da pista possuí um painel espelhado em toda sua extensão. Do camarote os visitantes podem assistir aos treinos e campeonatos, conta com uma cozinha industrial equipada para atender eventos e coqueteis além de uma biblioteca e quarto de hóspedes.

pista coberta para cavalos

Pista descoberta

Com seus amplos 130x150m a pista descoberta possuí um piso de areia especial apropriado para todos os clientes, sistema de drenagem e irrigação altamente capacitado. Por sua extensão ela abriga treinos de adestramento e salto simultaneamente.

Redondel coberto

Em um ambiente controlado os cavalos novos podem ser treinados, em dias de sol e chuva sem ter que lidar com o desconforto das intempéries.

 Andador coberto

Aqui, os cavalos também podem se exercitar, desta vez se a necessidade de um treinador individual, em todos os climas

Piquetes

Trinta piquetes entre 1 a 20 acres cercam a cocheira principal e fornecem aos cavalos um momento de descontração com rotação diária.

piquete haras para cavalos

Laboratório de coleta e baias de criação

A Stargate possuí uma área específica para coleta que garantem que o semen dos seus garanhões seja coletado com segurança, processado e enviado o mais fresco possível para seus clientes.

Atualmente esta propriedade esta a venda por cerca de U$12.500.000,00

haras hípica e fazenda para cavalos

Portão de entrada para haras

Imagens e texto: Magnificentproperties ; Leadingstates 

Categoria: Estábulos/ cocheiras
Comentários (0) e Compartilhar

Os instintos do cavalo e sua influência no projeto de um haras

Publicado em 13/09/2017 às 11h59

Quem está projetando um empreendimento equestre deve entender as necessidades do cavalo e seu comportamento. Pessoas que conhecem o animal são familiarizadas com seu instinto básico e atividades, mas nem sempre sabem como aplicar esse conhecimento na hora de projetar um estábulo seguro e eficiente para os cavalos.

comportamento dos cavalos e sua influência na hora de projetar haras hípicas e fazendas

Sociabilidade

Na natureza, os cavalos vivem em grupos. Ao serem isolados em baias individuais podem se sentir inseguros, entediados e desenvolver comportamentos de ansiedade já conhecidos como aerofagia (engolir ar), tecelagem (dança do urso), balançar a cobeça constantemente, mastigação, entre outros, que podem afetar a saúde e bem-estar do cavalo. Por este motivo estimular a socialibilidade entre os animais sempre que possível é um fator primordial para otimizar sua qualidade de vida, vejam algumas dicas que postamos clicando aqui.

Reação ao perigo

Na natureza,  o cavalo tem como instinto básico lutar ou correr dos perigos que se aproximam, eles possuem um campo de visão de 340° que possibilita uma sensibilidade especial a movimentos suspeitos em sua volta. Um haras ou hipica seguro deve levar em conta esse instinto e evitar ao máximo barreiras físicas que possam impedir o animal de correr, lembrando que seu próximo instinto é lutar (golpeando fechamentos com coices ou mordendo); caso não seja possível eliminar essas barreiras,  deve-se levar em conta que a reação do cavalo é rápida e intensa, portanto, seus materiais devem ser robustos e maleáveis para não lesionar o animal. Diminuir o instinto de fugir ou golpear também deve ser uma das premissas básicas ao projetar um haras, hípica ou fazenda para cavalos, pois além deles temos também pessoas, tratadores, clientes e alunos circulando pelo espaço. Lembrando que alguns cavalos (como garanhões reprodutores) naturalmente são mais excitados e agressivos, também devem ter uma instalação "personalizada".

Cocheiras, rotina e conforto

Em um cenário natural, os cavalos passam uma quantidade considerável do seu dia comendo (pastando) do que quando estão dentro das baias, por isso, é importante que quando confinados eles recebam comida com frequência mesmo que em pequenas porções, para ocupar seu tempo e tentar preencher os intervalos com atividades (escovar, duchar, montar ou mesmo solta-los no piquete). Cavalos normalmente descansam em pé, mas costumam deitar para dormir, por isso precisam de uma área ampla para deitar e levantar sem se machucar, além de uma superfície macia e confortável.

Projetar um haras ou hípica seguro não precisa ser complicado ou caro, basta ser eficiente. Instalações bem planejadas permitem otimizar as operações e diminuir os custos.

 

Artigo traduzido de Eileen Fabian Wheeler

Imagens: Free Images

Categoria: Estábulos/ cocheiras, Manejo e dia-a-dia
Comentários (0) e Compartilhar

Pequenas instalações para cavalos - Cocheiras de 2 a 6 baias

Publicado em 31/08/2017 às 18h02

Semana passada recebi e-mail de um leitor falando que gostaria de ver mais instalações menores, para pequenos criadores ou aqueles proprietários que tem cavalos para seu lazer, porque simplesmente gostam do animal.

Fizemos este post para mostrar que pequenas cocheiras também podem ter um grande impacto e um grande design.

Vamos começar com este projeto de nossa autoria, com um design que priorizou a funcionalidade e eficiência da cocheira, esta pequena estrutura possuí 4 baias, quarto de sela, depósito de grãos, ducha e piquete na face posterior da fachada (fundos).

cocheira para cavalos bonita e pequena

Como vivemos em um país tropical, a ventilação otimizada foi prioridade, possibilitada pela ventilação cruzada na cobertura, gradil vazado nas frentes de baia e porta dos fundos (com a possibilidade de abrir somente a parte superior, virando uma janela). 

cocheira pequena para poucos cavalos bonita

O projeto abaixo, tem algumas diferenças no conceito de design, com corredor central e uma estrutura que pode ser fechada através das portas de correr localizadas nas duas extremidades. 

cocheira bonita pequena para cavalos

Um design mais fechado, porém, que da mesma forma possibilita a interação dos cavalos de dentro da baia com o meio ambiente externo através de pequeno piquetes onde eles podem "se esticar". 

celeiro pequeno para cavalos

Internamente, portas de correr facilitam o manuseio, as divisórias vazadas otimizam a interação e qualidade de vida dos animais. Uma ducha fechada também pode servir de tronco nos dias de fazer os dentes, ferrar, medicar, etc. 

corredor interno baia cavalo

Esta linda instalação abaixo, segue o mesmo conceito de aberturas para piquetes, com o detalhe de que ela tem também uma área coberta no pasto, que ajuda a proteger a parte interna (portas) da chuva e também como beiral para o sol, ajudando a minimizar o calor. estabulos para cavalos

Ainda falando sobre cocheiras com corredor central fechada nas laterais, o projeto abaixo possuí algumas telhas brancas que otimizam a iluminação o interior do estabulo, além disso, a abertura superior no lanternim possibilita a eliminação do ar quente.

celeiro americano para cavalos

Atenção para o acabamento de meia parede em pedra, fez toda diferença para deixar a estética mais atrativa. 

haras para cavalos arquitetura

Abaixo, seguindo a linha "corredor aberto", duas cocheiras na cor branca que eu adoro! O branco reflete mais do que retém a luz, portanto além de ter um efeito de destaque na paisagem, em conjunto com a iluminação direcionada artificial durante a noite fica ainda mais atrativo! Porém, há que se atentar para a manutenção e limpeza. 

hipica para cavalos hipismo

hipica haras fazenda cavalo

Já a madeira, tem um ar mais aconchegante, por ser um elemento natural deixa o ambiente acolhedor. Nos piquetes individuais ao invés da madeira o arquiteto optou pelo metal, que pode se mostrar uma escolha sabia em alguns casos, visto que não demanda a manutenção que a madeira tem (tanto pela pintura, quanto pelo desgaste causado pelo tempo e até os próprios cavalos). O metal também ajuda a evitar vicios como do cavalo engolir ar, por ser uma estrutura rigida não se mostra atrativa para que eles queiram "mordiscar". 

cocheira para cavalos

 

Imagens: Morton Buildings , Pinterest

 

Categoria: Estábulos/ cocheiras
Comentários (1) e Compartilhar

Iluminação de cocheiras e estábulos

Publicado em 08/08/2017 às 19h55

Escolhendo a iluminação ideal

Cocheira bonita para cavalo

Embora a iluminação natural seja mais do que desejável nos estábulos, reconhecemos que iluminação artificial também se faz essencial para o bom funcionamento .

Muitos proprietários planejam de forma equivocada e ineficiente a iluminação dentro da sua cocheira, acabando com sombras  indesejáveis na área de trabalho.  Planejar a iluminação de uma cocheira é diferente de qualquer outra, levando em conta que você te um grande corpo do cavalo no caminho de tudo.

O equivoco mais comum é colocar uma iluminação direta no centro de cada baia, esta irá ser bloqueada pelo tronco do cavalo, deixando suas peras e pés no escuro, além de provocar sombras que podem assustar o animal.

No corredor central podem ser utilizadas iluminações diretas, amparadas por arandelas irão otimizar a visibilidade da área de trabalho.

Economizando energia

celeiro para cavalo

Além de abusar da iluminação natural, que é uma forma de energia gratuita e saudável como já falamos algumas vezes aqui, a dica para ajudar a economizar são as lampadas de LED. Apesar de terem um custo inicial superior as comuns, além de economizarem muito energia elétrica elas também não esquentam nos dias de calor.

Ter níveis de iluminação focados na área de trabalho também é uma forma de economizar em energia, além de planejar adequadamente os circuitos para que se acendam somente as luminárias necessárias.

Imagens: Waikii Ranch e GH2 Equine

Categoria: Estábulos/ cocheiras
Comentários (0) e Compartilhar

Planejamento e layout de pastagens

Publicado em 25/07/2017 às 10h06

Talvez uma das tarefas mais difíceis enfrentadas por um novo proprietário na hora de construir uma instalação equestre seja  o planejamento e layout da propriedade. Em artigos anteriores, falamos sobre "Os 5 erros mais comuns ao projetar para cavalos", "Como construir um haras funcional 1, 2 e 3", "Dicas para prevenção de incêndio em cocheiras", "Cercas para piquetes- Qual o tipo ideal?" e "Amônia, fora da minha cocheira 1 e 2". Neste artigo iremos nos concentrar no planejamento e design adequados de pastagens e piquetes. Uma instalação corretamente planejada não só fará o uso mais eficiente da propriedade, mas também facilitará o gerenciamento eficiente de animais, criará um ambiente saudável e promoverá o gerenciamento adequado de manutenção.

Pastagens para cavalos como fazer layout

O primeiro passo no processo de planejamento é obter um plano diretor preciso, para isso é necessário um levantamento planialtimétrico e fotografia aérea, incluindo as seguintes informações:  linhas da propriedade, estruturas e estradas existentes, quaisquer recursos especiais, como lagos, informações topográficas e quaisquer restrições de zoneamento. Uma vez que toda a informação está neste plano, o processo de planejamento pode começar.

Itens a serem considerados no Plano de pastagens dos cavalos:

1. O número de cavalos em cada tropa.

2. O clima afeta diretamente a taxa de crescimento das gramíneas.

3. A quantidade de requisitos nutricionais do seu cavalo fornecida através da forragem.

4. Planejar pastagens para permitir a rotação de piquetes.

Pastagens e layout dos piquetes para os cavalos

Ao considerar o desenvolvimento de sua propriedade para pastagens, uma das principais preocupações principais é "Quão grande eu faço os pastos?". Você deve considerar sua pastagem como um cultivo de capim, produção de plantas, espécies de forragem e as necessidades de fertilidade NÃO são constantes e poderá variar com a temperatura de cada local, bem como a umidade do solo, o período de descanso da planta e a estação do ano. Portanto, a flexibilidade deve ser incorporada em qualquer projeto eficiente de pastagem.

Diretrizes para ajudar no layout do pasto do seu cavalo

1 - Topografia e geografia das pastagens: Os pastos individuais não devem ter encostas com inclinações abruptas; Também é recomendável que nos casos de desníveis significativos os piquetes não sejam orientados para cima e para baixo das encostas.

2- Preocupações ambientais: Dê preferência por manter os cavalos longe de rios, pântanos ou zonas de solo muito úmidas. As áreas úmidas devem ser evitadas porque tipicamente tem presença de maior número de insetos e plantas venenosas.

3- Tamanho do pasto para os cavalos: Devem ser dimensionados suficientemente grandes para lidar com a taxa de estocagem e sistema de rotação. As pastagens de forma retangular tendem a ser melhores para os cavalos pois incentivam o exercício. As pastagens de formato irregular devem ser evitadas para minimizar os riscos de lesão. Qualquer pasto com menos de dois acres por cavalo deve ser considerado apenas para exercício e não fonte de alimentação constante.

4- Locação dos acessos: Evite colocar as porteiras de acesso a pastagens em áreas baixas por conta de acúmulo de água em tempos de chuva. A porteira deve ser grande o suficiente para passarem dois cavalos sem se machucar, portões estreitos devem ser evitados pois aumentam o risco de lesão. Preferencialmente devem estar longe do cantos, mais próximos da circulação.

5- Água: Cochos dentro dos piquetes devem fornecer água sempre limpa e fresca para os cavalos. Para otimizar a estrutura e mão de obra, coloque-os em áreas de acesso de mais de um pasto (no encontro entre eles).

6- Segurança e bom senso: Conceber pastos seguros para os cavalos é primordial. Evite fechamentos que os animais tenham dificuldade de enxergar como cercas de arame liso, ou cercas de arame farpado que possam machucar os animais. Lembre-se, consultar um profissional é sempre necessário, pois gerenciar pastagens é um processo que exige conhecimento, diligencia e dinheiro.

Fontes: WikimediaInfoHorse ; Extension.org

Categoria: Masterplan / Implantação de haras e hípicas
Comentários (0) e Compartilhar

Cocheiras com arquitetura moderna pelo mundo

Publicado em 11/07/2017 às 09h29

arquitetura para cavalos

Centro Equestre - Australia

Projetada pelos arquitetos Seth Stein Architects + Watson Architecture+Design, a edificação possuí 6 baias para afortunados cavalos, área de ducha, depósitos de feno e grãos, quarto de sela, tronco, além de um pequeno escritório para administração do local. Na parte externa uma pequena piscina para os cavalos se refrescarem, pátios com grama e piso assim como uma pista de areia para pratica de salto.

cocheira para cavalos bonita

hipica arquitetura para cavalos

The Stork Nest Farm - Republica Checa

Esta edificação da fazenda se inspirou em um ninho de pássaro (com arquitetura semelhante ao estádio olímpico da China), com 34 metros de diametro e 12,5m de altura a pista (ou redondel) pode servir para trabalho e apresentações abrigando até 200 pessoas para eventos. Seu design orgânico possibilita iluminação e ventilação natural.

pista moderna para cavalos

pista cavalos

Figueras Stables - Argentina

Obra do Estudio Ramos, localizada em uma região particular conhecida como "os pampas", que vem do indigena planalto ou planicie, este projeto com sua marcada horizontalidade e simplicidade de elementos, tenta fazer referência ao tema. Com um total de 44 baias, em uma área de 3.850m² e 180m de comprimento. A água, o símbolo universal da vida, da pureza e da harmonia, é usada para conectar e articular esses espaços, bem como criar uma atmosfera serena.

estabulos modernos para cavalos

arquitetura moderna para cavalos

arquiteto de cavalos

Pegaso Farm - E.U.A

Entre os projetos modernos, este projeto de John Blackburn é sem sombra de dúvidas o nosso favorito, vou explicar o porquê. Ele leva em conta todos os princípios de eficiência e salubridade para os cavalos dentro de uma cocheira (iluminação, ventilação e circulação ideal), seu design moderno não é aleatório, a edificação está inserida no conceito moderno das diversas edificações que Frank Lloyd Wright  construiu na região, levando em conta o entorno existente e a cultura local.

arquitetura para cavalos moderna

cocheira para cavalos arquitetura

fazenda arquitetura cavalos

Mirante - México

 Projetado pelo escritório CC Arquitectos, a estrutura é um sistema combinado de elementos de aço e madeira, e os muros de contenção estão feitos de pedras regionais. Grande parte dos muros interiores são forrados em madeira de carvalho branco. O acesso principal recebe as pessoas com um grande espelho d'água que remata num cocho para os cavalos, enquanto que um muro baixo em madeira oculta a área para a garagem.

arquitetura de hipica

arquitetura haras bonito para cavalos

casa campo com cocheira

Fonte: Archdaily, Architizer, AtlasObscura, Chicago Equestrian,

%MCEPASTEBIN%

Categoria: Estábulos/ cocheiras
Comentários (1) e Compartilhar

left show fwR|left tsN fwR|left show fwR|bnull|||news login fwB tsN fwR tsY uppercase|fsN fwR uppercase|uppercase|news login fwR uppercase|tsN fwR uppercase|b01 uppercase bsd|content-inner||news fl